Buscar
  • Recicla Eletro

Nova tela biodegradável promete diminuir lixo eletrônico.

A proposta além de agregar tecnologia, promete reduzir o impacto ambiental causado pelo lixo eletrônico

Tela biodegradável

Engenheiros alemães criaram o primeiro protótipo de uma tela biodegradável, o que poderá ser um alívio para as crescentes preocupações com a reciclagem de eletrônicos.

Ainda é cedo para pensar em substituir as telas dos celulares, computadores e TVs por versões biodegradáveis, mas a equipe acredita que equipamentos menores, como os da internet das coisas, poderão se beneficiar brevemente da tecnologia.

"Pela primeira vez, demonstramos que é possível produzir telas sustentáveis, que são amplamente baseadas em materiais naturais, com a ajuda de métodos de produção industrialmente relevantes. Após o uso, essas telas não são sucata eletrônica, podendo ser compostadas. Em combinação com a reciclagem e a reutilização, isso pode ajudar a minimizar ou prevenir completamente alguns dos impactos ambientais do lixo eletrônico," disse Manuel Pietsch, do Instituto de Tecnologia Karlsruhe.

Esquema e teste de flexibilidade da tela descartável. Imagem: Manuel Pietsch

Tela eletrocrômica

A tela biodegradável cria imagens por meio do efeito eletrocrômico de materiais plásticos - ela é parte da eletrônica orgânica. Quando uma tensão elétrica é aplicada, a absorção de luz é modificada e o material muda de cor.

Os monitores eletrocrômicos têm baixo consumo de energia e arquitetura simples em comparação com os monitores disponíveis no mercado, como LED, LCD e papel eletrônico. Outra vantagem é que esses monitores podem ser produzidos por impressão a jato de tinta de maneira personalizada, econômica e com baixo custo de material.

A maioria dos materiais utilizados na fabricação do protótipo é de origem natural ou é biocompatível. Uma cobertura gelatinosa torna a tela adesiva e flexível, podendo eventualmente ser usada diretamente na pele.

A equipe já está trabalhando com protótipos maiores - Imagem: Manuel Pietsch

Telas descartáveis


A equipe reconhece que sua tela seria adequada para aplicações de ciclo de vida curto. Mas isso já seria suficiente para equipamentos de diagnóstico médico, por exemplo, onde a higiene desempenha um papel importante, com os sensores e seus mostradores precisando ser limpos ou descartados após o uso.

"Pelo que eu saiba, esta é a primeira demonstração de uma tela biodegradável produzida por impressão a jato de tinta. Ela abrirá o caminho para inovações sustentáveis para outros componentes eletrônicos e para a produção de eletrônicos ecologicamente corretos," disse o pesquisador Gerardo Hernandez-Sosa. Redação do Site Inovação Tecnológica

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook ícone social
  • Pinterest
  • Instagram
  • Twitter

Recicla Eletro - Coleta Gratuita de Resíduos Eletrônicos

 CNPJ: 39.240.186/0001-91   

Vila Aricanduva - São Paulo - SP     

 (11) 2365-8702     (11) 9. 4108-2570         

 contato@reciclaeletro.com.br                    

Todos os direitos reservados